LABCINE

Universidade Presbiteriana Mackenzie

Viagem para a Bienal do Mercosul

beinal10

No dia 01/12/2015 professores, alunos e pesquisadores do EAHC visitarão a Bienal do Mercosul.

Com o título “Mensagem de Uma Nova América” a 10ª Bienal do Mercosul retoma sua vocação histórica ao priorizar novamente a arte produzida nos países da América Latina.

A exposição, que acontecerá de setembro a novembro de 2015, em Porto Alegre, terá o historiador e crítico de arteGaudêncio Fidelis (Brasil) como curador-chefe. A equipe curatorial é formada pelo curador adjunto Márcio Tavares (Brasil) e pelos curadores assistentes Ana Zavadil (Brasil), Fernando Davis (Argentina), Raphael Fonseca (Brasil), Ramón Castillo Inostroza (Chile) e o Dialogante – Curador do Programa Educativo Cristián G. Gallegos (Chile).

A plataforma curatorial da 10ª Bienal do Mercosul estará voltada para a exibição da produção artística dos países latino-americanos, retomando uma vocação inicial apontada em sua primeira edição, cuja estratégia curatorial era “reescrever” a história da arte da América Latina. Esta edição da exposição buscará promover a visibilidade, a legibilidade e a recepção da produção artística destes países através de uma exposição de grande envergadura que irá se construir em torno da produção mais relevante desta região. A exposição pretende dar conta de um considerável número de “pontos cegos” deixados pela crítica e pela historiografia, trazendo à superfície obras cuja contribuição artística ainda não recebeu a merecida consideração crítica.

Quatro grandes campos conceituais compõem a 10ª Bienal do Mercosul: A Jornada da Adversidade, A Insurgência dos Sentidos, O Desapagamento dos Trópicos e A Jornada Continua. Cada um deles será composto por uma ou mais mostras, além de atividades voltadas para a formação profissional no campo curatorial e o desenvolvimento de um Programa Educativo relacionado.

A 10ª Bienal será realizada considerando o substrato histórico da arte e sinalizando para uma dimensão de excelência e significado cultural e artístico da produção contemporânea. Para tanto, apresentará um vasto número de obras canônicas e não canônicas, perfazendo um amplo arco histórico até a produção atual.

A exposição irá lançar mão de um arrojado projeto curatorial que partirá de balizadores conceituais cuja contribuição tem sido relevante para a região como a antropofagia de Oswald de Andrade, o neobarroco como estratégia de miscigenação, a investigação dos outros sentidos além do olhar e as novas investidas da forma artística a partir dos diversos “modernismos” dos países latino-americanos. A plataforma curatorial da 10ª Bienal do Mercosul pretende dar uma contribuição a uma história de exposições sobre a arte da América Latina, intervindo de maneira considerável para a apresentação de novos modelos curatoriais de promoção da produção artística e de sua legibilidade histórica.

Clique aqui para visualizar o projeto curatorial completo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 16/10/2015 por em Uncategorized.