LABCINE

Universidade Presbiteriana Mackenzie

Brett Stalbaum / 16.10

IMG_20131016_113103

 

O LABCINE apresentou a palestra de Brett Stalbaum, professor do Departamento de Artes Visuais da UCSD no dia 16 de outubro, quarta-feira às 11 horas  A palestra contou com a tradução consecutiva de Clara Prado.

Aproximar ou afastar? Trajetórias centrípetas e centrífugas em mídias locativas e Land Art. 

gps cartoon

Aproximar ou afastar? Trajetórias centrípetas e centrífugas em mídias locativas e Land Art

Embora a súbita onipresença do GPS e dos serviços de localização em nossos dispositivos de computação pessoal pudessem ter nos convidado para (re)conceituar as formas tradicionais de “Paisagem”, o peso da “paisagem como representação” (ou, em um sentido mais moderno, “a representação na paisagem”), ainda domina o imaginário e as práticas artísticas –  mesmo com tecnologias de ponta.  É como se o real significado de “Land Art” fosse “Arte da Terra” (privilegiando a representação ou a “arte” antes da própria localização), e como se o que nós realmente entendemos como “Locative Media” seja “Media Locative” (privilegiando a representação ou a “mídia” antes da própria “terra”). Mesmo que essas estratégias representacionais sejam efetivamente  legítimas, que possibilidades para a prática artística elas obscurecem? Em sua apresentação, o professor Stalbaum vai extrair da história da arte da terra e das mídias locativas, as práticas e descobertas que permanecem esteticamente sub-exploradas com um interesse particular em distinguir as práticas e tecnologias que fazem o mundo parecer desabar para dentro ou em direção à nossa subjetividade geográfica daquelas práticas e tecnologias que podem projetar ou impulsionar-nos para fora, na direção de um engajamento com um mundo mais amplo.

Toward or Away? Centripetal and Centrifugal trajectories in Locative Media and Land Art

Although the sudden ubiquity of GPS and location services on our personal computing devices might have invited us to re conceptualize traditional forms “Landscape”, overall the weight of “landscape as representation” (or in a more modern sense, “representation in the landscape”) still dominates the artistic imaginary and practice even with bleeding edge technologies. It is as if what we really mean by “Land Art” is “Art Land” (as in, privileging the representation or “art” before the land itself), and as if what we really mean by “Locative Media” is “Media Locative” (as in, privileging the representation or “media” before the location itself.) While these representational strategies are certainly legitimate, what possibilities for practice do they obscure? In his presentation, professor Stalbaum will mine the history of land art and locative media for practices and discoveries that remain aesthetically under-explored, with a particular interest in distinguishing those practices and technologies which make the world seem to collapse inwards or toward our geographic subjectivity from those that might project or propel us outward toward engagement with a larger world.

Sobre Prof. Stalbaum
Brett Stalbaum é docente no Departamento de Artes Visuais da Universidade da Califórnia, San Diego (UCSD), onde coordena o curso interdisciplinar em Computação e Artes (ICAM), que tem como objetivo educar os alunos nas intersecções entre as teorias da arte e a prática artística computacional (incluindo também teatro, dança e música) e ciência da computação, visando formar uma geração de jovens artistas com sólidos fundamentos teóricos sobre arte e ao mesmo tempo prover uma compreensão dos problemas ligados à arte e tecnologia contemporâneos, promovendo o desenvolvimento de uma rigorosa compreensão técnico-artística da tecnologia e ampliando as capacidades e ferramentas com as quais a futura geração de artistas deverá ser capaz de expandir e descobrir novas práticas e novas formas de produção artística mediada via computador. Stalbaum é formado no CADRE e trabalhou como pesquisador e artista performático em grupos como C5 Corporation, o Electronic Disturbance Theater, paintersflat.net e mais recentemente no projeto Walkingtools.net. O projeto Walkingtools é uma colaboração artística bi-nacional entre Brasil / EUA na área de mídias locativas que visa produzir obras artísticas através da utilização de novas tecnologias que promovam o uso da mídia local na educação e nas práticas experimentais, utilizando a computação móvel para interagir com os espaços físicos em torno de nós de maneira intensa. Seu foco de pesquisa é analisar os fundamentos cognitivos ligados a experiência de localização espacial, de que forma nossos cérebros criam mapas narrativos ligados ao nosso meio ambiente, como aprendemos novos lugares, qual o comportamento de uma pessoa perdida e que narrativas se produzem a partir dessa experiência e a criação de roteiros e modelos explicativos de localização em relação a Robótica e inteligência artificial.

Apoio:

tropixel-limpo_0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 01/10/2013 por em Uncategorized.